A Unidade de Cuidados Intensivos (U.C.I) é um serviço localizado dentro do Serviço de Urgências que admite pacientes críticos em condições fisiopatológicas que ameaçam a vida ou que evoluem com falência de uma ou mais funções vitais e potencialmente reversíveis. Estes necessitam de uma vigilância contínua e cuidados mais complexos.

Para além das actividades clínicas e de investigação, o serviço serve também como campo de estágio de diversas especialidades de profissionais de saúde e na formação de médicos residentes em anestesia e reanimação, medicina e cirurgia usando os protocolos de atenção ao paciente crítico existente no serviço.

A UCI dispõe de uma equipa multidisciplinar composta por médicos anestesistas e reanimadores; intensivistas, internistas; nutricionistas, farmacêuticos, administrativos, enfermeiros, agentes de serviço e copeiras que prestam assistência 24 horas por dia. Existe apoio pontual por parte de outras especialidades sempre que solicitado pelo médico da unidade.

A UCI possui uma sala de ressuscitação e 20 unidades de doentes das quais 4 são reservadas a pacientes submetidos a cirurgia cardíaca e 16 unidades para pacientes com situação clínica médica ou cirúrgica (traumática/não, traumática).

Cada unidade de doente é composta por: uma cama articulada eléctrica, um monitor com ECG, PANI, PAI, oxímetro de pulso PVC, temperatura, uma tomada de oxigénio, ar comprimido e vácuo conectado ao aspirador, 8 tomadas eléctricas, 2 seringas eléctricas e 1 ventilador mecânico.

A Unidade possui equipamentos de alta tecnologia: ecógrafo, electro cardiógrafo, monitor conectado a uma central, aparelho de gasometria, desfibrilador, aparelho de raio-x portátil.

Existem no serviço critérios de admissão, de permanência e de alta dos pacientes críticos que devem ser adaptados as condições do hospital.

Actividade assistencial

Actividade assistencial do serviço inclui visita aos pacientes internados, ressuscitação dos pacientes provenientes do serviço de urgências e interconsultas com os cuidados intermediários de medicina, cirurgia e ginecologia /obstetrícia e com as diferentes enfermarias onde o doente possa agravar o seu estado geral.

Dentro da área assistencial a UCI articula estreitamente com os blocos operatórios, serviço de radiologia, banco de sangue, laboratório, farmácia e anatomia patológica.

Visita e informação

As visitas são permitidas a 2 pessoas por paciente uma vez ao dia no horário das 12 as 13 horas todos dias da semana. É proibido a entrada de alimentos do exterior.

É permitida a entrada de criança a partir dos 12 anos dependendo da situação clínica do paciente.

A informação do estado clínico do paciente é fornecida pelo médico assistente às 18:00 horas e caso seja necessário pode ser solicitada a família por via telefónica para esclarecimento da situação clínica do paciente por não ser possível a comunicação com o doente.

Causas de internamento e mortalidade

As 4 principais causas de internamento na UCI são: complicações agudas da diabetes, acidente vascular cerebral, choque séptico e politraumatismo.

As 3 principais causas de mortalidade são: choque séptico, acidente vascular e politraumatismo.

Horário de funcionamento

O trabalho dos médicos é dividido em 3 turnos: das 8h às14h; 14h às 20h e das 20h às 8horas. O turno dos enfermeiros é de 12h sendo 7-19h e 19-7h.